Hóspedes esperam mais tecnologia nos hotéis

Hotel tecnológico

O ambiente tecnológico no sector hoteleiro é conhecido por ainda viver na “idade da pedra”. Com a melhoria das previsões económicas e aumento de investimentos no sector, é possível que comecemos a ver grandes avanços num futuro próximo nos hotéis mais expeditos.

As exigências dos clientes mudaram o ambiente de negócios, seja na comercialização ou nas operações. Os hotéis que não se atualizarem rápido vão começar rapidamente a cair na preferência dos consumidores.

A IDC (International Data Corporation) publicou na revista Forbes que o 60% total do mercado de TI (tecnologias de informação) será proveniente dos smartphones e tablets. Os hotéis precisam, portanto, de preparar as suas redes para um tráfego móvel muito maior e com maiores velocidades.

Só os mercados emergentes, terão um aumento do investimento em TI entre 10% e 35%. E para melhorar as operações globais, hotéis e fornecedores investirão muito em serviços na cloud.

Um estudo recente da Smartbrief, divulgado pelo Wall Street Journal, indica o aumento da algumas tendências como:

  • BYOC (“Bring Your Own Content” – traga o seu próprio conteúdo) em função de BYOD (“Bring Your Own Device” – traga o seu próprio aparelho).
    • 99% dos hóspedes já viajam com pelo menos um dispositivo (smartphone, laptop, tablet). Destes, 45% viajam com dois dispositivos, e 40% com 3 ou mais.
  • Serviços automatizados
    • 85% das pessoas afirmam que utilizariam serviços on-line para room service e governanta.
    • 91% dos clientes fariam o check-in num quiosque automatizado.
  • Lobby como epicentro social e tecnológico
    • Mesas comunitárias, pontos de venda e zonas de carregamento de dispositivos estão incentivando mais do que apenas o tráfego transacional nos lobbies dos hotéis. Mais e mais pessoas estão vendo esse espaço como uma forma de trabalhar enquanto aprecia a atmosfera e oportunidades de networking.
  • (Ainda) Mais investimento em Wi-Fi gratuita
    • 87% dos entrevistados acha que o Wi-Fi deve de ser uma amenidade Grátis.

Wi-Fi como produto de venda já passou, e muitos hotéis optaram por trocar esse benefício pelo endereço de e-mail dos seus clientes. Além de ser bem aceite, o CRM dos hotéis está mais consistente.

  • Escritórios e espaços para eventos remotos
    • Programas como Workspace on Demand e Liquidspace, juntamente com uma maior preparação de espaços para reuniões, permitirão o uso mais produtivo de reuniões em hotéis. A rede Marriott, conhecida por ser a marca hoteleira com maior investimento em tecnologia do mundo, já aderiu aos programas.
  • Integração social e de serviços
    • A tecnologia social continua a ter o envolvimento do cliente como pilar de sustentação principal.

As redes sociais tornar-se-ão uma oferta de nuvem padrão, e não mais um braço operacional separado dos negócios.

Todas essas tecnologias estão centradas no empowerment do cliente.

Se essas tecnologias ainda estão muito distantes da sua realidade, lembre-se que, no mínimo, o hóspede atual quer ter a comodidade e acessibilidade que tem na sua própria casa. E isso varia de consoante o seu país de origem.

Invista corretamente em tecnologia, e bons negócios!

Partilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Outras Notícias

Hotelaria e Restauração

Check-In online

Permita que seus hospedes concluam o processo de check-in sem que ninguém intervenha até o dia da chegada. Com esta app, receberá todos os dados

Apoio Informático

COMUNICAÇÃO DE INVENTÁRIOS 2020

Por despacho n.º 66/2019, do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, de 13 de dezembro, foi determinado que a estrutura do ficheiro para comunicação de

A sua empresa precisa de assistência?

imagem-destaque-expo-madeira-website-2015