Porque que deve de atualizar o seu website para uma ligação segura https://?

Ao navegar na internet já notou certamente que alguns websites apresentam uma indicação de seguros e outros não. Estes sites são mais conhecidos por apresentarem um sinal de cadeado a verde antes do endereço do site seguido da indicação de seguro.

pcn ssl

Esta diferenciação de seguro e não seguro passou a ser mais evidente desde o início do ano com os browsers de internet a alertar os visitantes, até agora de uma forma pouco intrusiva, sobre o risco de estar a visitar um site que não garante uma ligação encriptada, isto é existindo o risco real quando os dados são trocados com o servidor expondo os dados, sendo muito importante quando se trata de informação mais sensível como informação pessoal ou aceder a alguma área reservada com senha.

Desde cedo que nos habituamos a ver os websites que necessitam de uma segurança acrescida como um site bancário ou onde ocorram pagamentos como uma loja de comércio eletrónico se encontrarem encriptados pelo conhecido cadeado verde antes do endereço, ficando os sites institucionais para segundo plano pelo menor risco de exposição de dados um email ou senha de acesso à gestão do site, e não menos importante pela poupança anual na manutenção de um certificado de segurança para o domínio.

Então o que é que mudou?

A forma como os visitantes são informados sobre a potencial risco ao visitar sites não encriptados e a perda de autoridade nos resultados de pesquisa sobre sites considerados seguros.

netmadeira inseguro

Após atualizações mais recentes aos browsers mais modernos já apresentam uma notificação de Não Seguro para todas as páginas servidas sobre http://suaempresa.com, independentemente de conter ou não campos para inserção de informação sensível.

Esta informação mais visível nos browsers visa acelerar o processo de adoção de domínios servidos sobre protocolos de encriptação, quem optar por não adotar uma chave de segurança acabará vendo o seu tráfego prejudicado e desacreditação do seu website com o aumento da possibilidade de interpretarem a mensagem como indicação que o website foi comprometido e está sobre uma ameaça de segurança com consequente aumento do abandono antecipado de visitantes.

inseguro

Num estudo europeu providenciado pela GlobalSign, verificou-se que 77% dos visitantes de um website mostram preocupações sobre os seus dados correrem o risco de serem interceptados ou ficarem sobre o risco de abuso, assim como cada vez mais pessoas procuram pela validação de segurança na barra de endereço.

 

Um certificado de segurança é um dos fatores de ranking para o SEO.

 

Um certificado de encriptação do tipo SSL é importante para continuar a construir credibilidade e transmitir confiança aos seus visitantes, é importante transmitir aos seus visitantes que o seu site é seguro e a informação trocada está protegida.

Como é que se processa a instalação de um certificado de segurança SSL?

Começa por selecionar o tipo de certificado a ser utilizado, alguns certificados de segurança apenas protegem o domínio principal, outros também estendem a proteção aos subdomínios, é possível também incluir um seguro de garantia e um selo de segurança no site com validação de negócio.

Com o certificado de segurança criado procede-se à instalação no servidor web, ativando o cadeado verde no site e o protocolo https, passando a permitir ligações seguras entre o servidor e o browser de internet dos visitantes. No website são atualizados todos os endereços para passarem a referenciar como endereço principal o endereço protegido, caso ocorra alguma anomalia na programação do site têm que ser resolvidos nesta fase para que o certificado fique válido, é importante garantir também que os motores de pesquisa são informados que a mudança é permanente para que o site passe a ser indexado de acordo com o novo endereço e não perca tráfego de pesquisa por quebra de links.

Contacte-nos hoje para implementarmos o certificado de segurança no seu website.

http to https


Partilhar esta Notícia

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • linkedIn